domingo, 10 de junho de 2018

COSTA DO SOL. CABO FRIO. BÚZIOS. GERIBÁ.



Aproveitando o  feriado de Corpus Christi 2018, 01 -04 maio, a equipe ecoralph resolveu aventurar-se na Costa do Sol, também conhecida como “Região do Lagos”.  
Armação dos Búzios foi o local escolhido para a hospedagem, mas a equipe circulou por toda a região.
Essa região cresceu demais nos últimos 20 anos e alguns locais estavam irreconhecíveis para nós, que nas décadas de 70, 80 e começo dos 90, possuíamos residência por lá.
Foi bom demais nos atualizarmos e matarmos a saudade!


Taking advantage of the holiday of Corpus Christi 2018, 01 -04 May, the ecoralph team decided to venture into the Sun Coast Region, also known as the “Region of the Lakes”. Armação dos Búzios was the chosen place for lodging, but the staff circulated throughout the region. 
This region has grown too much in the last 20 years and some places were unrecognizable to us, who in the 70s, 80s and early 90s had a residence there. It was too good to update ourselves and we miss it!



Araruama/ RJ

São Pedro da Aldeia/ RJ.

Praia do Forte. Cabo Frio/ RJ.

Orla da Praia do Forte. Cabo Frio/ RJ.

Praia do Forte.

Cabo Frio. Centro Histórico.

Ilha do Japonês. Cabo Frio/ RJ.

Praia de Geribá. Armação dos Búzios/ RJ.

Praia de Geribá.

Armação do Búzios/ RJ.

Praia Brava. Búzios/ RJ.

Orla Bardot. Búzios/ RJ.

Praia da Ferradura. Armação dos Búzios/ RJ.

domingo, 27 de maio de 2018

Parque Nacional do Itatiaia. Evento SEBRAE Volta Redonda.



O guia Ralph Salgueiro atuando em evento do SEBRAE de Volta Redonda, RJ - “Qualidade de Vida -  Atitude”. Em 06 de maio.
Conduzindo os funcionários da instituição pelas trilhas da parte baixa do Parque Nacional do Itatiaia.



 The guide Ralph Salgueiro acting in the event of  SEBRAE Volta Redonda, RJ - "Quality of Life-Attitude". May 6thWalking with the staff of the institution along the trails of the lower area of Itatiaia National Park/RJ.














FOTOS/ PICS DE SERGIO YAGO - Fotografia Corporativa. sergio.yago53@gmail.com

domingo, 18 de fevereiro de 2018

CAMPOS DO JORDÃO. CARNAVAL 2018.



Para quem não estava com vontade de curtir o carnaval e de encarar multidões, a pedida da Equipe Ecoralph foi passar três dias da data comemorativa (quinta, sexta e sábado) em Campos do Jordão, São Paulo.
A Serra da Mantiqueira e essa cidade maravilhosa, sempre nos reservam surpresas incríveis, como o clima de céu azul e temperaturas amenas durante o dia e mais ainda à noite,  quando em torno de 22h, o termômetro oscilou entre 11 e 14 graus.
Sim, pudemos curtir os parques e jardins, os atrativos naturais e culturais numa cidade esvaziada.
Nós amamos Campos do Jordão! Sempre Mantiqueira!

Roteiro (Routes):

Num dia, estivemos no  Parque Estadual Campos do Jordão, também conhecido como Horto Florestal. http://www.saopaulo.sp.gov.br/conhecasp/parques-e-reservas-naturais/parque-estadual-campos-do-jordao/
Lá, andamos em torno de 8km de caminhada fazendo a trilha dos Campos de Altitude e da Cachoeira, num circuito.  Almoçamos no maravilhoso http://restaurantedonachica.com.br/ e descansamos no ecolounge do espaço.
No outro dia, visitamos o Amantikir, exuberantes jardins e um belíssimo trabalho de paisagismo que encanta pessoas das mais variadas idades. http://www.parqueamantikir.com.br/a-lenda-de-amantikir/
Claro que andamos de teleférico (Chairlift), visitamos também o http://www.palacioboavista.com.br/
e curtimos a https://www.badenbaden.com.br


For those who did not want to enjoy the carnival and to face crowds, the request of the Ecoralph Team was to spend three days of the commemorative date (Thursday, Friday and Saturday) in Campos do Jordão, São Paulo state.
The Mantiqueira mountain range and this wonderful city always provide us with incredible surprises, such as the blue sky and warm temperatures during the day and even more at night, when around 10 pm, the thermometer oscillated between 11 and 14 degrees Celsius.
Yes, we were able to enjoy the parks and gardens, the natural and cultural attractions in an empty city. 
We love Campos do Jordão! Always Mantiqueira!



Parque Estadual. Horto Florestal.
Araucaria angustifolia.
Trilha dos Campos de Altitude. Guia Ralph.
Guia na Trilha.
Bromeliacea.
Trilha da Cachoeira.
Capivaras do parque.
Labirinto de grama. Amantikir.
Labirinto. Amantikir.
Vista da Serra da Mantiqueira.


segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Fauna. Parque Nacional Iguaçu. Cataratas.


Olá, leitores!
Gostaríamos de dedicar essa postagem à encantadora fauna visualizada no Parque Nacional do Iguaçu -Brasil e no Parque Nacional Iguazú - Argentina. A fauna nas Cataratas, tanto do lado brasileiro como do Argentino, nesse bioma rico em biodiversidade que é a Mata Atlântica com seus mais variados ecossistemas.
O destaque em ambos os parques são os fofos Quatis, que formam bandos com até 30 animais, sempre dispostos a estar bem próximos de nós, visto que estão ávidos por qualquer migalha de alimento.
Entretanto a ordem é jamais alimentar animais! Eles são silvestres e possuem seus próprios mecanismos de sobrevivência.
E eles são maravilhosos! Mas lembrem-se de que são animais da floresta. E precisamos contemplá-los e admirá-los com muito respeito e o mínimo de interferência possível!

Volto em breve.

Hello, readers! 

We would like to dedicate this post to the enchanting fauna seen in the Iguaçu National Park - Brazil and the Iguazu National Park - Argentina. The fauna in the Cataratas, both Brazilian and Argentinean sides, in this biome rich in biodiversity that is the Atlantic Forest with its most varied ecosystems.
The highlights in both parks are the cute Coatis, who form  groups with up to 30 animals, always willing to be very close to us, since they are hungry for any crumbs of food.
However the order is to never feed animals! They are wild and have their own survival mechanisms. 
And they are wonderful! But remember they are forest animals. And we need to look at them and admire them with as much respect and as little interference as possible!
I´ll be back soon.



Quati. South America Coati.

Quati. Coati.


Jacaré. Broad-Snouted Caiman.

Bagre. Fishes.




Lagarto. Lizard.

Macaco Prego. Brown Capuchin.



terça-feira, 23 de janeiro de 2018

Parque Nacional Iguazú. Cataratas del Iguazú. Argentina.


Olá, leitores!

Se no post anterior falamos do lado brasileiro das Cataratas, nesse vamos falar da visita ao lado argentino, Parque Nacional Iguazú, criado em 1934, sendo um dos primeiros parques da vizinha Argentina.
O diferencial em relação ao lado brasileiro é que aqui contamos com a presença de passarelas de alumínio por sobre as águas e quedas, atravessando quase toda a extensão das rotas de visitação. Se do lado brasileiro temos a visão panorâmica geral das diversas quedas, aqui, andamos até elas.
Em Iguazú, Argentina, anda-se mais do que no Brasil, pois existem 3 grandes circuitos, possíveis de serem realizados em um dia: o circuito Garganta del  Diablo; o circuito inferior e o circuito superior, além de outros “senderos” existentes.
Quanto a infra-estrutura, o parque conta com inúmeras lojinhas, área de alimentação e um trenzinho que cruza a borda do parque, levando-nos até a Estación Garganta del Diablo.
Visitar essa região é cruzar dois países com suas naturezas intocadas e exuberantes. De um lado, falamos nossa língua portuguesa. Do outro lado, predomina o espanhol. E centenas de outros idiomas são ouvidos, de gente das mais diversas partes do planeta, tentando se fazer entender nessa nova linguagem, o “portunhol”.


Hello, readers!

If in the previous post we talked about the brazilian side of the Falls, in this we will talk about the visit to the Argentine side, Iguazú National Park, created in 1934, being one of the first parks of our neighbor Argentina.
The difference in relation to the brazilian side is that here we have the presence of aluminum walkways over water and falls, crossing almost the entire extension of visitation routes. If on the Brazilian side we have the general panoramic view of the several falls, here, we walk to them.


In Iguazú, Argentina, there is more to walk than in Brazil, because there are 3 major circuits, possible to be done in one day: the circuit Garganta del Diablo; the lower circuit and the upper circuit, in addition to other existing paths.
As for the infrastructure, the park has countless small shops, a food area  and a little train that crosses the edge of the park taking us to Garganta del Diablo station.

Visiting this region is to cross two countries with their untouched and lush natures. On the one side, we speak our Portuguese language. On the other side, Spanish predominates. And hundreds of other languages ​​are heard, from people of the most different parts of the planet, trying to make themselves understood in a "portunhol", the new language.








Garganta del Diablo.